Arnaldo Jabor, as favelas e o óbvio

Eu falo muito aqui de como no Brasil o óbvio é um problema. Para muita coisa há uma solução óbvia, mas para muita gente o óbvio parece assustador.

Ao ver o comentário de Arnaldo Jabor que passou agora à pouco no Jornal da Globo, eu vi mais obviedade. Mas tem uma delas que eu queria comentar: Os defensores das favelas.

Tente tirar uma favela e aparecerão milhares de pessoas “defendendo” a favela. Como se favela fosse bom. Na verdade são um bando de pilantras, ao estilo Hugo Cháves, que mantém o povo pobre, porque o pobre vota nele. Esse bando de pilantras defende a favela porque eles vivem dela. Sem favela, vão ter que procurar outra coisa pra fazer. E a favela que, óbvio, é péssima para quem vive lá, continua.

São traficantes, políticos, ONG’s de origem duvidosa e demais “roleiros” que vivem daquela pobreza. É o Lula que dá o bolsa família e escraviza o voto. De novo o velho paternalismo. E não melhoram a vida de ninguém, afinal, eles não defendem as pessoas, eles defendem “a favela”.

Vai aí uma dica: Viu alguém defendendo uma favela, é pilantra. Peroba nele!

São Paulo e moradores de rua

Gostei muito da matéria que saiu no Jornal Metro no dia 19 de abril de 2010, sobre o trabalho da prefeitura de São Paulo para atender os moradores de rua. Segue o link:

http://www.readmetro.com/show/en/MetroSaoPaulo/20100419/1/13/

Nesta reportagem, vi alguns fatos que corroboram o que tenho falado aqui no blog.

  • Foram fechados albergues por pura falta de demanda. Ou seja: há lugares limpos, com direito a banheiro, chuveiro, cama quente, agente de saúde e comida para os moradores de rua. Eles que não querem ir.
  • No inverno de 2009, no dia mais frio do ano, peruas da prefeitura foram acolher os moradores de rua. Eles recusaram ajuda e 500 leitos ficaram vazios.
  • E o mais grave de tudo: A prefeitura não consegue atender mais porque há muita gente e ONG’s que distribuiem comida, roupas e dinheiro. Com comida pra ficar de pé, cobertor pra não morrer de frio, e dinheiro pra comprar crack, quem vai pro albergue?

Ou seja, quando você ajuda um morador de rua, mesmo com comida, você só está incentivando que ele fique na rua, e não num albergue.

Ajude um morador de rua: Não dê esmola!

Esmola: O dono do bar agradece

Essa foi ótima e aconteceu este último sábado aqui ao lado do meu prédio.

Eu estava almoçando na padaria aqui na rua. A padaria tem umas cadeiras em uma área aberta na entrada, e lá estava eu curtindo meu X-calabresa. De repente escuto uma buzina e vejo do outro lado da rua um mendigo saindo do bar e quase sendo atropelado.

Na terceira tentativa ele conseguiu atravessar a rua. Estava “pra lá de Bagdá” nitidamente e veio direto em direção às mesas da padaria. Ou melhor, diretamente na minha direção. Eu, obviamente, neguei a esmola.

Sem cerimônia o mesmo se dirigiu à mesa ao lado e conseguiu 2 reais. Após conferir a “féria”, mais 2 tentativas de atravessar a rua. Quase que derruba um motoqueiro que não tinha nada a ver com a história. E lá foi ele de volta para o bar.

Aposto que ele queria comprar pão e errou o lado da rua…

Pregação criminosa

Quando eu estava na segunda série da escola, com 8 anos de idade, eu ganhei minha primeira estrela do PT. Um broche, me lembro que era de plástico, que ganhei na escola. Os professores distribuíram para todos os alunos em sala de aula.

Era 1985, a ditadura acabou, Tancredo foi eleito, e em novembro haveriam as eleições para prefeito. Por isso a distribuição de estrelas. Fomos incitados pelos próprios professores a sair na rua e gritar “PT! PT! PT!”. Eu achei o broche legal, usava ele como estrela de xerife pra brincar, sem fazer idéia do crime que estava sendo cometido por nossos professores.

Infelizmente esse crime existe até hoje em muitas universidades. A pregação religiosa do comunismo, do PT e dos tais “movimentos sociais” de maneira unilateral. Ninguém “explica” nada, simplesmente se obriga a todos a acreditar.

Aproveito meu espaço aqui para criticar essa atitude criminosa. Convido a todos a divulgarem esse crime e explicar a todos que esta pregação para menores de idade é anti-democrática, hipócrita e criminosa.

Até a Dilma é contra o comunismo!

Não, não sou eu que estou dizendo, é ela própria. Confira: (avance até 4:43)

Apesar de o Datena ser, na minha opinião, um apresentador de baixa qualidade, ele foi muito feliz na declaração dele. Afinal, é tão obvio que até o Datena sabe!

Mas eu queria que a Dilma me respondesse duas perguntas: O que é um país socialista não-comunista? E aonde que isto existe e deu certo?

O problema do Brasil

O problema do Brasil é que quem vota não é quem lê jornal, e sim quem limpa a bunda com ele…

Chico Mendes não fez passeata

Imaginem a seguinte situação: Você é um seringueiro e vê a devastação se alastrar e ameaçar a sua vida e de vários outros seringueiros. O que você faria para que a devastação parasse?

Um “líder sindical” ou qualquer outro pilantra metido neste tipo de organização faria uma enorme passeata, de preferência na Avenida Paulista em São Paulo, mobilizaria algumas centenas de pessoas, gastariam uma fortuna com carros de som, mas de prático nada aconteceria. Como eu odeio passeatas…

Mas sabem o que Chico Mendes fez? Foi aos Estados Unidos falar com o BID, que financiava os projetos ali na região e mostrou no que eles estavam investindo. Cortaram os investimentos e os projetos polêmicos pararam.

Apesar de comunista, admiro esse cara. Não ficou reclamando, ou exigindo que outras pessoas resolvessem o problema. Chamou a responsabilidade pra si, estudou o caso, tomou uma atitude e resolveu o problema.

Faltam brasileiros assim hoje em dia…

A casa da Dilma

Olha que legal essas notícias:

PT aluga mansão para Dilma

PT pagará salário quando Dilma deixar o governo

Não é fantástico? Como ela mesma disse, “não é rica e não pode viver de brisa”. Não é rica mas precisa de uma mansão. O dízimo do PT tá bombando!

Agora, eu acho engraçado umas coisas. Eu tenho que pagar o meu apartamento, o meu carro, meus impostos. Já petista tem que ser sustentado pelos outros! Eu adoro essa forma de pensar dos comunistas…

O dízimo do PT

Me recordo muito bem que na eleição do Lula, aconteceu um fato curioso. A eleição dele coincidiu com a derrota da Marta “ex-Suplicy”, e com isto houve um “êxodo” de petistas de São Paulo para Brasília.

Deixando de lado a piadinha do “que sorte de São Paulo!”, isto mostra como o PT é engajado em proteger a prole. Mais ainda, a cena diária que vemos do Tio Lula cada dia mais contratando petistas.

E o principal objetivo de oferecer emprego pra tudo que é petista é simples: DÍZIMO.

Sim, todo petista tem que doar dinheiro do seu salário para o partido, de “livre e espontânea pressão”.

Vejam o ciclo vicioso: O PT emprega mais gente, recebe mais dízimo. Com mais dízimo, investe para eleger mais petistas. Com mais petistas eleitos, tem mais cargos à disposição para empregar mais gente.

Não, eu não consigo concordar com isso. Isso tem semelhança demais com coisas feias como máfia e afins. Não dá.

O objetivo do PT é o socialismo

(Tradução: Tem um trocado? Claro!)

Não, não fui eu que disse isso. Também não foi nenhum “porco capitalista da burguesia opressora” que disse isto. Está no Estatuto do PT, disponível no site do partido:

“O Partido dos Trabalhadores (PT) é uma associação voluntária de cidadãs e cidadãos que se propõem a lutar por democracia, pluralidade, solidariedade, transformações políticas, sociais, institucionais, econômicas, jurídicas e culturais, destinadas a eliminar a exploração, a dominação, a opressão, a desigualdade, a injustiça e a miséria, com o objetivo de construir o socialismo democrático.”

Resumindo: Lutar por coisas boas (legal), mas o objetivo é o “socialismo democrático”.

Socialismo? Aquela idéia inventada pelo Thomas More? Aquela do livro “Utopia”, que virou sinônimo de coisa impraticável? Que nunca deu certo em lugar nenhum do mundo? Aquela idéia “Robin Hood” que beneficia os que menos fazem?

Não, obrigado.