Passeata, passeata, passeata…

Passeata, passeata, passeata. Mais uma passeta.

http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/redacao/2011/08/03/centrais-sindicais-marcham-em-sao-paulo-pelos-direitos-trabalhistas.jhtm

Até o título da matéria é comprado. Mas sabe o que me assusta mais? São 15 mil pessoas. Quarta-feira, 11 horas da manhã, juntaram 15 mil pessoas. De onde saiu tanta gente? Ninguém trabalha?

Propostas demagogas, gritadas na Av. Paulista. De novo, eu já reclamei disso antes, porque a Av. Paulista se não tem nada do governo lá?

A resposta é simples: Eles não querem reinvidicar nada. Apenas querem fazer propaganda deles para as pessoas que estão trabalhando na Paulista. Estão querendo justificar aquele dinheiro que eles roubam de todos nós, querendo fingir que trabalham por nós. Pagaram 30 reais para cada um daqueles desempregados fingirem-se de pessoas “engajadas” e “manifestantes”.

No meu futuro utópico capitalista, sindicato seria enquadrado como organização criminosa.

Anúncios

Evo Morales prova que brasileiro é otário

Você, brasileiro, é um otário.

Nosso amado vizinho Evo Morales provou isso.

Evo Morales promulga lei que legaliza veículos contrabandeados na Bolívia.

É, é isso mesmo.

Você, começa sendo um otário quando anda espremido em um ônibus. Mas, otário do jeito que é, decide trabalhar em vez de receber o bolsa-família e ser sustentado pelos outros otários.  Então você decide comprar um carro e paga o preço mais caro do mundo, dando metade do seu dinheiro para o governo no valor do carro e no da gasolina (clique aqui e confira).

Não bastando ser tão otário e sustentar com a sua gasolina um governo que tem vergonha de ser brasileiro como você (clique aqui), você agora é roubado, porque sua rua não tem polícia, já que a favela aí do seu lado não gosta de polícia (clique aqui também).

Caso você seja um otário com sorte, vão pegar o bandido, e você será otário suficiente para sustentar ele e a família dele (duvida? clique aqui!). E agora, se não bastasse isso, vai pagar seguro mais caro (é sério! clique aqui) porque nosso querido e amado vizinho vai legalizar seu carro lá na terra dos cocaleiros.

Você, para provar que é otário mesmo, pode até gastar mais dinheiro indo pra Bolívia e procurar seu carro caso tenha um rastreador. E vai encontra-lo! E não vai poder fazer nada porque lá o dono “legal” do seu carro é o bandido!

Enquanto isso, o país pára somente para assistir ao STF julgar que a Marcha da Maconha é liberdade de expressão. Bem, vejamos quem está nessa marcha… hum… algum empresário? Tem alguém importante nessa marcha? Hum… deixe me ver, um aluno desempregado com dreads no cabelo, outro com 40 anos sustentado pela mãe… bom, gente importatíssima para o país. Gente que faz passeata! Gente que ainda vai mandar mais dinheiro para a Bolívia, sustentar o tráfico nas favelas e ser contra a polícia, assim como foi na USP (aqui).

Eu sou um otário mesmo…

Assalto e assassinato na USP

Porque ocorrem tantos assaltos na USP? Porque a USP não tem polícia.

Porque a USP não tem polícia? Porque aquele bando de maconheiro fez passeata pela paz (olha ela aí de novo!) pedindo pra polícia ir embora.

Porque expulsar a polícia? Pra poder fumar e cheirar em paz.

Essas pessoas sim deveriam ser responsabilizadas pelo aumento de criminalidade na USP.

Esse é o Brasil. Vem um bando de desocupado irresponsável, faz barulho, exige-se coisas absurdas usando um motivo falso para conseguir seus objetivos torpes, mas quando acontece a merda, somem.

Aprendam: Na maioria das vezes que falam em “repressão policial”, tem interesses excusos aí no meio.

Implicante

Descobri mais um site que vale a visita. Mais um brasileiro se mexendo pra colocar um pouco de lógica nessa republiqueta ignorante.

Pare o que estiver fazendo e visite http://www.implicante.org/

Brasil um país de classe média

Agora no final da eleição, a Tia Dilma colocou no seu programa de rádio e TV a declaração de que luta para que o país seja um país de classe média.

“País de classe média” significa tornar o Brasil um país onde a maioria das pessoas é de classe média. O que seria fantástico, já que hoje a coisa tá feia, a maioria é pobre e sem perspectiva.

Agora, o que o Tio Lula fez ajudou a classe média? NÃO. Pelo contrário, tem impedido a classe média de evoluir. Na verdade esse discurso é apenas demagogia para conquistar o voto da classe média, onde o PT não tem vez. Diga-se de passagem, demagogia é a especialidade do PT, a começar pelo próprio nome do partido.

A real é que a linha de governo do PT segue para um país “classe-média-bem-baixa”, dependente e obediente ao governo, onde quem estuda muito e quer trabalhar e ganhar mais não tem vez. Quem quiser ter uma casa um pouco maior ou um carro com ar condicionado, é taxado de burguesia opressora e assaltado pelos impostos. Se continuar assim, vamos ter um país onde todos são classe média bem baixa, mas metade trabalha, metade não. Advinha qual metade vai apoiar o PT?

Uma hora a metade que trabalha vai ficar brava, e aí vai dar merda…

Nordeste: Problema e Solução – Ciclo Industrial

Estude a história de qualquer país desenvolvido e vai encontrar algumas semelhanças. Uma delas é o Ciclo Industrial.

Vejam a China: Shang Hai se tornou uma cidade do nível dos melhores países do mundo. Isto é um sinal de que a China, que há bem pouco tempo atrás era um país rural, está se tornando um país desenvolvido, muito à frente do Brasil.

Hoje a China é o parque industrial do mundo, assim como já foram a Inglaterra, a França, a Itália e os Estados Unidos. Inclusive o Ciclo Industrial começou na Inglaterra, que fez com que a Inglaterra ultrapassasse Portugal em pouco tempo e se tornasse a maior potência do mundo do século 16.

Aqui no Brasil parece que ninguém estuda história. Aqui todo mundo quer tentar tudo aquilo que já foi tentado no mundo, sem aproveitar a experiência alheia. O governo e o Tio Lula preferem ficar com essa política escravista de manter as pessoas sofrendo no campo com o seu amado bolsa-família. E enquanto isso a China largou mão dessa bobeira e partiu para o próximo passo da evolução: entrou no Ciclo Industrial.

A China vai evoluir, assim como os países europeus e os Estados Unidos. Há quem acredite que a China vai ultrapassar os Estados Unidos. Tomara. E eu ficaria muito feliz se o nordeste brasileiro caísse na real e assumisse essa posição de parque industrial do mundo.

A fase industrial não é das melhores. Poluição, problemas trabalhistas, corrupção, muita coisa errada. Mas o benefício à longo prazo é uma bênção…

Arnaldo Jabor, as favelas e o óbvio

Eu falo muito aqui de como no Brasil o óbvio é um problema. Para muita coisa há uma solução óbvia, mas para muita gente o óbvio parece assustador.

Ao ver o comentário de Arnaldo Jabor que passou agora à pouco no Jornal da Globo, eu vi mais obviedade. Mas tem uma delas que eu queria comentar: Os defensores das favelas.

Tente tirar uma favela e aparecerão milhares de pessoas “defendendo” a favela. Como se favela fosse bom. Na verdade são um bando de pilantras, ao estilo Hugo Cháves, que mantém o povo pobre, porque o pobre vota nele. Esse bando de pilantras defende a favela porque eles vivem dela. Sem favela, vão ter que procurar outra coisa pra fazer. E a favela que, óbvio, é péssima para quem vive lá, continua.

São traficantes, políticos, ONG’s de origem duvidosa e demais “roleiros” que vivem daquela pobreza. É o Lula que dá o bolsa família e escraviza o voto. De novo o velho paternalismo. E não melhoram a vida de ninguém, afinal, eles não defendem as pessoas, eles defendem “a favela”.

Vai aí uma dica: Viu alguém defendendo uma favela, é pilantra. Peroba nele!

São Paulo e moradores de rua

Gostei muito da matéria que saiu no Jornal Metro no dia 19 de abril de 2010, sobre o trabalho da prefeitura de São Paulo para atender os moradores de rua. Segue o link:

http://www.readmetro.com/show/en/MetroSaoPaulo/20100419/1/13/

Nesta reportagem, vi alguns fatos que corroboram o que tenho falado aqui no blog.

  • Foram fechados albergues por pura falta de demanda. Ou seja: há lugares limpos, com direito a banheiro, chuveiro, cama quente, agente de saúde e comida para os moradores de rua. Eles que não querem ir.
  • No inverno de 2009, no dia mais frio do ano, peruas da prefeitura foram acolher os moradores de rua. Eles recusaram ajuda e 500 leitos ficaram vazios.
  • E o mais grave de tudo: A prefeitura não consegue atender mais porque há muita gente e ONG’s que distribuiem comida, roupas e dinheiro. Com comida pra ficar de pé, cobertor pra não morrer de frio, e dinheiro pra comprar crack, quem vai pro albergue?

Ou seja, quando você ajuda um morador de rua, mesmo com comida, você só está incentivando que ele fique na rua, e não num albergue.

Ajude um morador de rua: Não dê esmola!

Esmola: O dono do bar agradece

Essa foi ótima e aconteceu este último sábado aqui ao lado do meu prédio.

Eu estava almoçando na padaria aqui na rua. A padaria tem umas cadeiras em uma área aberta na entrada, e lá estava eu curtindo meu X-calabresa. De repente escuto uma buzina e vejo do outro lado da rua um mendigo saindo do bar e quase sendo atropelado.

Na terceira tentativa ele conseguiu atravessar a rua. Estava “pra lá de Bagdá” nitidamente e veio direto em direção às mesas da padaria. Ou melhor, diretamente na minha direção. Eu, obviamente, neguei a esmola.

Sem cerimônia o mesmo se dirigiu à mesa ao lado e conseguiu 2 reais. Após conferir a “féria”, mais 2 tentativas de atravessar a rua. Quase que derruba um motoqueiro que não tinha nada a ver com a história. E lá foi ele de volta para o bar.

Aposto que ele queria comprar pão e errou o lado da rua…

Marginal Tietê em São Paulo

Esta é uma foto antiga da Marginal Tietê, uma grande avenida em São Paulo, quase uma rodovia, que fica ao lado do rio de mesmo nome. Reparem que em um dia de chuva, tudo ali alaga. Provavelmente isso ocorre há pelo menos uns mil anos, não? Afinal o rio está ali desde antes de Pedro Álvares Cabral.

Agora me respondam: Quem foi o infeliz que teve a idéia imbecil de construir uma avenida na área que TODOS OS ANOS alaga?

Não dá certo ir contra a natureza…

« Older entries