Fidel Castro já dormiu com 35.000 mulheres

Deu no New York Post.

Enquanto Cuba passava fome e seus cidadãos preferiam arriscar a vida em uma travessia marítima do que ficar na ilha, o seu “libertador” estava fazendo suruba.

Sim. Em um documentário recente, um de seus homens deu com a língua nos dentes e entregou que o “herói” não sabia manter o instrumento dentro das calças. Ordenava a seus homens que trouxessem ao menos 2 mulheres por dia para ele nas últimas 4 décadas.

Isso não é nenhuma novidade. Perversões sexuais são comuns a ditadores. Acontece em outros lugares também. O que impressiona é o número. É o charuto cubano mostrando que sua fama não é à toa!

Fonte: http://www.nypost.com/p/pagesix/item_6sNvqP33F0h3X2iKssCEQP

Anúncios

Os indignados do twitter

Eu já havia dito em um post anterior que o brasileiro é uma criança cagada que fica chorando e esperando que alguém o limpe, mas este post de Clóvis Rossi dá um exemplo melhor, de forma mais inteligente, de como brasileiro é um banana, que manda email revoltadinho, xinga muito no twitter, faz passeata pra ninguém ver, mas não levanta a bunda da cadeira. E depois quer discutir política…

O Brasil e a Índia têm nota igualmente baixa, aliás próximas uma da outra, no IPC, o Índice de Percepção de Corrupção da Transparência Internacional, respeitada ONG que mede não a corrupção propriamente dita, porque é “imedível”, mas como ela é percebida em cada país.

A nota do Brasil, no IPC mais recente, foi 3,7; a da Índia, 3,3. Ambos os países a anos-luz da Dinamarca e seus 9,3, a primeira colocada em limpeza.

Se a percepção é parecida no Brasil e na Índia, então a reação em cada país também é parecida, certo? Errado, completamente errado. Na Índia, Anna Hazare, militante anti-corrupção, está iniciando nesta sexta-feira uma greve de fome em um parque público, acompanhado por milhares de seguidores.

No Brasil, o pessoal manda cartas indignadas para os jornais, mas não tira o traseiro da cadeira para se manifestar.

A repercussão das diferentes atitudes é inexoravelmente diferente: o movimento de Hazare está em todos os meios de comunicação de respeito no mundo todo, Brasil inclusive. Já a passividade do brasileiro ganhou uma perplexa coluna de Juan Arias, notável jornalista espanhol (um respeitado “vaticanólogo”, aliás), hoje correspondente de “El País” no Brasil.

Arias se perguntava porquê não havia no Brasil nada nem remotamente parecido com o movimento dos “indignados” que não sai das ruas da sua Espanha (sólido crítico do Vaticano, aposto que Arias, se estivesse em Madri, estaria nas ruas agora, ao lado dos que protestam contra o que consideram gastos excessivos para receber o papa Bento 16, em um momento de aperto orçamentário generalizado).

O que chama a atenção, na comparação Brasil x Índia, é o fato de que os escândalos mais recentes no gigante asiático têm pontos de contato com o noticiário brasileiro.

Há, por exemplo, fundadas suspeitas de gastos abusivos para organizar os Jogos da Commonwealth, a comunidade de países que foram colônias britânicas. No Brasil, a organização da Copa do Mundo-2014 está cercada de temores, mas ninguém, até agora, fez qualquer protesto público parecido com o da Índia.

Nesta, há também suspeitas sobre negociatas no setor de telecomunicações. No Brasil, uma empresa do ramo comprou outra, o que era proibido por lei. A empresa foi punida? Não, a lei foi modificada (no governo Lula), para permitir o negócio. Você ouviu falar de alguma manifestação a respeito?

Se você preferir outra comparação, mudemos de continente e fiquemos aqui nas imediações: os estudantes chilenos, como os indignados espanhóis, não saem das ruas, exigindo educação pública e de qualidade. Preciso dizer que, em todas as avaliações internacionais comparativas, o Brasil fica sempre nos últimos lugares? Os estudantes brasileiros se mobilizam? Sim, para exigir meia entrada nos cinemas, atitude positivamente revolucionária.

Difícil escapar à constatação de que não somos indignados e, sim, bananas.

Fonte

Igreja Católica já tá metendo a mão na grana da Copa do Mundo

Nada como uma organização criminosa respaldada pela lei, né? Já não me bastam os sindicatos, agora as igrejas espertas querem o meu dinheiro.

Só podem estar zoando com a nossa cara mesmo.

O Santuário Nacional Nossa Senhora da Aparecida, uma empresa da Igreja Católica, vai usar trinta e dois milhões e meio de reais do BNDES ProCopa Turismo, uma linha de financiamento super facilitada que foi criada para ajudar empresas a fazer construções em cidades onde haverá a Copa do Mundo, para construir um hotel chamado “Cidade dos Romeiros” em Aparecida do Norte, que não tem porra nenhuma a ver com o evento esportivo.

Isso porque já tinham pedido cinquenta e seis milhões e seiscentos mil reais para o BNDES antes, por meio do Programa de Incentivo ao Turismo. Leve em consideração que todo o turismo da cidade, 100% dele, é religioso.

Pra quem não sabe, o BNDES usa dinheiro do Fundo de Amparo ao Trabalhador e dotações orçamentárias do Governo Federal. É dinheiro público, meu e seu.

Como se não bastassem afanar o nosso dinheiro vendendo crucifixos para os tribunais e pedindo descaradamente dinheiro para ficar consertando suas igrejas, agora vão levar a grana da Copa.

Fonte: http://ateusdobrasil.com.br/p/35934/

Passeata, passeata, passeata…

Passeata, passeata, passeata. Mais uma passeta.

http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/redacao/2011/08/03/centrais-sindicais-marcham-em-sao-paulo-pelos-direitos-trabalhistas.jhtm

Até o título da matéria é comprado. Mas sabe o que me assusta mais? São 15 mil pessoas. Quarta-feira, 11 horas da manhã, juntaram 15 mil pessoas. De onde saiu tanta gente? Ninguém trabalha?

Propostas demagogas, gritadas na Av. Paulista. De novo, eu já reclamei disso antes, porque a Av. Paulista se não tem nada do governo lá?

A resposta é simples: Eles não querem reinvidicar nada. Apenas querem fazer propaganda deles para as pessoas que estão trabalhando na Paulista. Estão querendo justificar aquele dinheiro que eles roubam de todos nós, querendo fingir que trabalham por nós. Pagaram 30 reais para cada um daqueles desempregados fingirem-se de pessoas “engajadas” e “manifestantes”.

No meu futuro utópico capitalista, sindicato seria enquadrado como organização criminosa.

Raul Castro, esse capitalista…

Mais uma boa notícia para o pobre povo cubano!

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/internacional/2011/08/02/presidente-de-cuba-diz-que-resistir-a-mudancas-sera-inutil.jhtm

Finalmente a fantasia está se desfazendo e aos poucos o mundo acorda dessa mentira deslavada que ferra com a vida de milhões de pessoas.

É claro que os políticos de Cuba estão resistentes! Eles mandam e desmandam em um país onde a população não tem vez. É triste ver que a população depende do dinheiro que os parentes ganham fora de Cuba para viver, porque o “sonho bolivariano” só serve para enriquecer os políticos e matar a população de fome.

Mas triste mesmo é assistir ao CQC ontem e ver nosso querido Dr. Sócrates elogiando Fidel de dentro de sua mansão enquanto os cubanos morrem de fome. Mansão essa adquirida com dinheiro de contratos capitalistas firmados ao longo da vida do jogador. É fácil ser comunista quando se é rico, né Sócrates?

Quer ver o que o “Chavito” tem a dizer agora.

Polícia 24 horas: Dê esmola e mate alguém de Oxi

Não adianta falar ou educar, sempre haverá gente distribuindo esmolas e alimentando o tráfico.

Você pode não comprar drogas, não comprar armas, mas se der esmola, está alimentando o tráfico. E uma das piores vertentes do tráfico, os famosos “nóias”: mendigos de todas as idades viciados em crack e oxi, que matam por moedas.

Saiu uma reportagem no dia 28/07/11 no programa Polícia 24h da TV Bandeirantes, onde os policiais encontram um saco de moedas com os traficantes. Você ainda tem dúvidas do destino das esmolas?

Avance até os 5 minutos do vídeo e veja com seus próprios olhos.

http://www.band.com.br/policia24h/videos.asp?v=2c9f94b6316d795d013173a3c7ba0701&pg=1

Comunismo à deriva…

Notícia do dia: Logo logo cubanos poderão comprar e vender suas casas.

http://noticias.uol.com.br/bbc/2011/08/01/parlamento-de-cuba-aprova-reformas-economicas.jhtm

Isso é comunismo? Liberdade para as pessoas fazerem o que bem entenderem com seu dinheiro? Não, isso é liberdade e capitalismo.

A internet está chegando em Cuba. Quem sabe um dia o comunismo exista apenas em livros de história.

Sorte pra vocês, cubanos.